Diocese de Jales

Artigos › 05/08/2020

Você já aprendeu a confiar plenamente em Deus?

people-2591874-640

Numa certa ocasião, indo visitar minha mãe, tive a oportunidade de viajar de avião mais uma vez. Oportunidade essa que me fez refletir sobre a confiança. Tenho pedido muito a Deus a graça de ter n’Ele uma confiança absoluta para uma entrega total.

De repente, dentro do avião, vejo-me como quem estivesse do lado de fora e contemplando a cena. Percebi que de baixo dos meus pés não havia senão uma chapa de metal.

Dei-me conta de que eu nunca vi o piloto, mas acredito piamente que ele esteja ali e esteja fazendo com esmero e cuidado o seu trabalho. Percebi que havia tomado como prova de sua existência a voz que, vez ou outra, dizia: “Senhoras e Senhores, eu sou o comandante Fernandez. Agora, são 17h45; a temperatura ambiente está em 21º, e no seu destino o céu está claro e a previsão é de uma viagem tranquila com algumas turbulências. Mantenham os cintos afivelados até a que a luz indicadora se apague e sigam sempre as orientações dos comissários”.

Qual a relação do avião com a confiança em Deus?

Daí, pensei que se qualquer um daqueles sistemas que faz o avião voar falhassem, não haveria nada que nos manteria no ar; portanto, andar de avião é um excelente exercício de confiança!

Era uma atitude quase natural de confiança!

Eu confiava que os sistemas do avião estavam funcionando e assim seguiriam. Confiava que o piloto estava ali e confiava que ele sabia bem o que estava fazendo. Confiava que, apesar de não ver a “estrada”, estava no caminho certo e que chegaria sem demora no meu destino.

Eram inúmeros exercícios, atitudes de confiança que eu estava vivendo.

Precisamos confiar em Deus com a certeza que Ele nos direciona

A partir dessa reflexão, entendi que o meu relacionamento com Deus, meu relacionamento de confiança com Deus precisa ser exatamente assim.

Tendo embarcado no avião da vida e certa de que, mais cedo ou mais tarde, chegarei ao destino final, sou conduzida por um piloto em quem eu posso confiar, mesmo que eu não o veja. Eu creio que Ele está ali fazendo o seu trabalho, ora ou outra Ele fala algo para dizer: “Eu Sou o Comandante, lembre-se eu estou aqui”.

Mesmo sem conhecer ou mesmo sem enxergar a estrada, o caminho, eu estou indo no rumo certo. A velocidade é rápida mesmo quando parece que não estamos saindo do lugar.

A satisfação e a alegria de saber que chegarei ilumina e afasta o medo, a pressa e as incertezas. Então, eu sento e aproveito o voo. De fato, confio no piloto!

Deus é o piloto da nossa vida

Que alegria saber que estou segura! Que bom que não estou sozinha e que o avião está cheio. Que bom saber que há um Piloto, e um dos bons!, pilotando o avião da minha vida. Que bom que Ele conhece bem a rota e, de vez em quando, dá “a voz da graça”.

Que bom é poder confiar em Deus! Boa viagem!

Por Carla Picolotto, via Canção Nova

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.