Diocese de Jales

Liturgia Diária / Evangelho:

|

Santo do dia:

Artigos › 10/10/2019

SÓ PODEMOS DIZER QUE AMAMOS OS JOVENS SE CUIDAMOS DELES

Costumamos dizer que: “os Jovens são o futuro do mundo”. Sim, mas não podemos dizer apenas que se trata do futuro, pois eles são o presente e enriquecem o mundo com suas contribuições. A Igreja Católica, no Brasil, acredita e incentiva especialmente os jovens com o Dia Nacional da Juventude (DNJ).

A proposta deste ano é um forte apelo para as juventudes e todo cidadão de bem, empenharem-se em busca de Políticas Públicas para as Juventudes. Políticas Públicas é o ato de defender os direitos dos outros e acompanhá-los para que a vida seja plena.

A história dos Dias Nacionais da Juventude e o tema Políticas Públicas para a Juventude, sem sombra de dúvidas estão intimamente ligados. Desde seu nascimento em 1985, os temas dos DNJs, sempre abordaram questões tendo como objetivo, provocar ações concretas por parte de toda a sociedade na defesa da vida e garantia de direitos juvenis.

Num contexto de realidade urbana juvenil profundamente fragmentada encontramos uma geração carregada de luzes e de sombras. Em um país tão miscigenado de raças, crenças e valores morais, o jovem, muitas vezes marginalizado, se torna alvo fácil de problemas sociais e são desesperançados de suas potencialidades.

O tema do DNJ deste ano: “Juventude e Políticas Públicas: uma história nos chama a civilização de amor”, permite pensar em ações evangelizadoras que levam os jovens a terem vida digna. O lema: “Eu vim para que todos tenham vida” (João 10,11), expressa a proposta de Jesus Cristo e fortalece o desejo de todos os jovens terem casa, alimento, educação, cultura, lazer, espiritualidade, entre outras necessidades primordiais e essenciais.

As juventudes despertam nossos corações! As Políticas Públicas de qualidade para nossos jovens fazem parte da resolução de grandes problemas inseridos na sociedade. Fugindo das polarizações, temos muito a colaborar na reconstrução, sustentação e fortalecimento dos sonhos de nossos jovens.

Dessa forma, somos chamados a dar sentido à vida dos jovens e sermos luz no seu caminhar. É uma verdadeira proposta de transformação social em vista da dignidade humana, em plena sintonia com a Doutrina Social da Igreja.

É missão de todos nós, como discípulo missionário, cuidarmos uns dos outros. Os jovens precisam ser cuidados e amados!

por Pe. José Antonio Soares
Assessor Diocesano da Pastoral Juvenil – Diocese de Jales/SP.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.