QUARESMA: TEMPO DE DESPERTAR!

O tempo quaresmal, certamente nos motiva a nos aproximar mais de Deus, a conhecer os nossos limites e a valorizar o nosso semelhante, numa sincera convivência comunitária. É o convite que desde o início deste tempo favorável, somos chamados a vivenciar, sempre atentos aos elementos essenciais destes 40 dias: Oração, Jejum e Esmola. De fato, é um tempo de graça que Deus nos concede a cada ano, para sermos melhores. Como seguidores de Jesus, despertando-nos para mudança de vida.

Estamos na metade desta caminhada em preparação para a Páscoa, onde celebraremos a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus, ápice de nossa fé. Podemos nos perguntar: como estou vivendo esse tempo de conversão? Tenho perseverado nos exercícios quaresmais? Tenho meditado a Palavra de Deus, realizando gestos concretos?

Não adianta fazer renuncias pensando em si próprio, precisamos fazer algo pelo outro, e todos os elementos da quaresma, nos ajuda e fortalece nosso compromisso com a solidariedade, generosidade de coração.

É preciso despertar! Tempos atuais que nos apresentam os seus desafios e dificuldades, deixaram muitas pessoas abatidas e desencorajadas, outras tantas feridas, machucadas, portanto, necessitadas de um encontro pessoal com Jesus Cristo, o Senhor que nos cura e nos tira de nosso abatimento. Revestindo-nos do Seu Espírito, que é poder, força e luz nas nossas vidas, a RCCBRASIL (Renovação Carismática Católica) em 2023 apresenta-nos como Palavra norteadora: “Desperta, tu que dormes! Levanta-te dentre os mortos e Cristo te iluminará” (Efésios 5,14b). Forte convite para ouvir a voz de Deus que nos chama, capacita e envia-nospara a missão.

Outra motivação, é a mensagem do Papa Francisco, no décimo ano de seu pontificado, uma missão dedicada a misericórdia e busca pela paz, num momento em que o mundo vive tensões de conflitos e guerra e em pleno processo sinodal que estamos vivendo, sua mensagem nos mostra que é um tempo de nos empenhar, sempre animado pela graça, no sentido de superar as nossas faltas de fé e as resistências em seguir Jesus pelo caminho da cruz. Aquilo precisamente de que Pedro e os outros discípulos tinham necessidade. Para aprofundar o nosso conhecimento do Mestre, para compreender e acolher profundamente o mistério da salvação divina, realizada no dom total de si mesmo por amor, é preciso deixar-se conduzir por Ele à parte e ao alto, rompendo com a mediocridade e as vaidades. É preciso pôr-se a caminho, um caminho em subida, que requer esforço, sacrifício e concentração. Estes requisitos são importantes também para o caminho sinodal, que nos comprometemos, como Igreja, a realizar. Far-nos-á bem refletir sobre esta relação que existe entre a ascese quaresmal e a experiência sinodal.

Que o Espírito Santo continue a nos animar nesta Quaresma na subida com Jesus, para fazermos experiência do seu esplendor divino e assim, fortalecidos na fé, prosseguirmos o caminho com Ele, afinal, precisamos despertar para a missão, coragem!

Pe Miguel Donizete Garcia

Assessor Diocesano da RCC e Adm. da Paróquia N. Sra. Conceição Aparecida de Auriflama

Últimos Posts