Dom Reginaldo Andrietta participará de visita Ad Limina em Roma

Os bispos da Província Eclecisiástica da qual a Diocese de Jales faz parte, estarão, de 26 de setembro até 1º de outubro, na visita Ad Limina Apostolorum, no Vaticano. Do latim, o termo quer dizer “no limiar dos apóstolos”. Isto significa que os bispos, que hoje são os sucessores dos apóstolos, vão estar no limiar, na soleira, às portas da Basílica de São Pedro.

O bispo da Diocese de Jales, Dom Reginaldo Andrietta, embarca nesta sexta-feira, 23, para Roma, no segundo grupo de bispos do Regional Sul 1 da CNBB. O Regional Sul 1 da CNBB, que compreende o Estado de São Paulo, é formado por sete Sub-regiões Pastorais: Aparecida, Botucatu, Campinas, Ribeirão Preto I, Ribeirão Preto II, São Paulo e Sorocaba, onde estão inseridas as seis arquidioceses e as 36 dioceses do Estado.

Durante a visita o grupo participará de reuniões e encontros em diversos Dicastérios, Congregações, Conselhos Pontifícios e Comissões. Há a possibilidade de participação da Audiência com o Papa Francisco.

A visita Ad Limina também está relacionada com a apresentação de um relatório sobre a situação da arqui/diocese de cada um. Este material não consiste especificamente em uma prestação de contas, mas muito mais em uma explanação sobre a situação de cada Igreja Local. Este movimento deve ocorrer a cada cinco anos, conforme previsto no Código de Direito Canônico:

Cân 399 – § 1. O Bispo diocesano está obrigado a apresentar de cinco em cinco anos um relatório ao Sumo Pontífice sobre o estado da diocese que lhe está confiada, segundo a forma e o tempo determinados pela Sé Apostólica.

Para isso, o CDC prevê que “o Bispo diocesano vá a Roma no ano em que está obrigado a apresentar o relatório ao Sumo Pontífice […], a fim de venerar os sepulcros dos Bem-aventurados apóstolos Pedro e Paulo e apresente-se ao Romano Pontífice” (Cân 400).

Segundo o Diretório da Visita Ad Limina, a programação contempla as visitas já citadas acima e pode incluir ainda, para aqueles que desejarem, a possibilidade de contato com a realidade eclesial e pastoral romana para “um conhecimento recíproco e um intercâmbio de experiências pastorais em torno de questões de interesse comum e situações análogas”.

História

Já são dois anos de espera pela visita Ad Limina. A viagem que ocorre neste setembro estava marcada inicialmente para 2020 e foi cancelada em virtude da pandemia do Covid-19 e o início do lockdown no mundo inteiro.

Com estes dois anos de adiamento, somam-se quase 13 anos desde a última visita Ad Limina realizada pelo episcopado do Regional Sul 1, em novembro de 2009. Em 2009 os bispos tiveram dois momentos com o Papa Bento XVI: uma audiência reservada e uma audiência geral.

Com informações do Regional Sul 1 da CNBB.

Últimos Posts