DIÁCONOS: MODO DE SER E AGIR DE JESUS

O diaconato é um ministério com raízes profundas na história da fé cristã. Com sua origem remontando aos primeiros dias da igreja primitiva, o diaconato desempenha um papel vital na vida espiritual e prática da comunidade cristã, que em torno dos apóstolos vivem sua fé e a professam. Em nome do Senhor os Apóstolos consagraram homens de boa fama, repletos do Espírito Santo e cheios de sabedoria para o serviço dos santos ministérios.

O termo “diácono” deriva do grego “diakonos”, que significa “servo” ou “aquele que serve”. Esse termo reflete a essência fundamental da Igreja que é servir. Os diáconos, por meio da imposição das mãos dos sucessores dos apóstolos, são ordenados para um ministério de serviço, destacado em três palavras, ou, em três mesas: Palavra, Eucaristia e Caridade. O reconhecimento do múnus diaconal como “estar à mesa” demonstra união íntima do diácono com Senhor. Estar à mesa é viver a comunhão profunda e aprender a reconhecer na convivialidade o rosto misericordioso do Pai.

Segundo o saudoso Papa Bento XVI, o modelo principal do diácono é Cristo Servo, que se doou inteiramente a Deus em favor da humanidade. Assim compreende-se o primordial papel da palavra de Deus na espiritualidade diaconal, pois ele deve anunciar com autoridade a palavra, acreditando naquilo que proclama, ensinando aquilo que acredita e vivendo aquilo que ensina. Na mesa da Eucaristia o diácono é chamado a cultivar nos fiéis o desejo de ser uma comunidade de louvor e aberta a fazer um encontro com o Senhor para tornarem-se discípulos missionários. Já na mesa da caridade o diácono assume missão especial, pois torna-se presença misericordiosa de Jesus junto aos pobres, marginalizados e doentes. Assume em si, o modo de ser e agir de Jesus, que deseja uma Igreja pobre para os pobres.

É importante ressaltar que o diaconato na Igreja Católica não é apenas um papel funcional ou mão de obra, mas, um chamado de Deus, que sempre toma a iniciativa pelos seres humanos. Unamo-nos todos, irmãos e irmãs, rezando ao Deus messe pelas vocações, de modo especial, por aqueles que se preparam para assumir o ministério diaconal, consagrando inteiramente sua vida a Cristo Servo, Aquele que veio para servir e não para ser servido.

Seminarista Tiago Vinícius Raimundo Caetano

Ano Pastoral

Últimos Posts