Os magos do Oriente

0

domdemetrio22

Nesta semana ainda se prolonga o clima de Natal, que vai se concluir com a celebração litúrgica do “Batismo do Senhor”.

Entre os episódios mais simbólicos da narrativa do nascimento de Jesus em Belém de Judá, encontra-se a história comovente dos três “Magos do Oriente”, que guiados por uma estrela, vieram de longe à procura do recém nascido, até encontrá-lo em Belém nos braços de Maria e sob a proteção de José.

Os lances da narrativa, que falam da “estrela guia”, do alvoroço suscitado pela chegada a Jerusalém dos estranhos personagens que mexeram com a curiosidade dos doutores da lei e intrigaram o Rei Herodes, os presentes exóticos que traziam para ofertar ao recém-nascido, tudo isto vem carregado de fértil simbolismo, que suscita surpreendentes desdobramentos na fantasia popular, e fecunda muitas celebrações festivas no contexto da religiosidade do povo.

É o que aconteceu com a tradição das “folias de Reis”, uma das mais arraigadas deste tempo de Natal, que veio das terras de Portugal, e criou raízes profundas em muitas regiões do Brasil. Nesta época de Natal as “folias de Reis” retomam vida, e continuam encantando pequenos e grandes, com suas narrativas envoltas em danças e em cantos que evocam o mistério do nascimento de Jesus com expressões artísticas que o imaginário popular foi compondo a partir das cenas narradas pelo Evangelho.

Desta maneira, as “Folias de Reis”, continuam sendo uma verdadeira “catequese popular”, que transmite sua mensagem através da arte, e que ao mesmo tempo faz acontecer esta mensagem pelo clima de fé, alegria e fraternidade que vão suscitando com sua presença e com a confraternização que incentivam entre as pessoas que acolhem sua “bandeira”, e festejam a sua “chegada”.

As “folias de reis” revivem a alegria dos pastores de Belém, que se encantaram com a noite de Natal. O Evangelho de Jesus tem o seu encanto, que nos atrai com o esplendor do seu mistério. É o que testemunham as “folias de Reis”, que continuam levando ao povo a alegria do Natal.

You might also like More from author

Leave A Reply

Your email address will not be published.