MISSÕES INDÍGENAS UNIVIDA

0

“A pastoral universitária concretiza a missão da Igreja na Universidade e faz parte integrante da sua atividade e da sua estrutura […] É uma atividade indispensável.”
João Paulo II
Constituição Apostólica Ex Corde Ecclesiae

A diocese de Jales recebeu nos dias 20 e 21/06/17 o bispo de Dourados/MS, Dom Henrique Aparecido de Lima, acompanhado de alguns colaboradores. O objetivo da visita foi buscar a compreensão do envolvimento dos universitários da diocese de Jales, na realidade dos indígenas locados na região de Dourados.
Javy’a porã – Paz no Coração de vocês! Imbuídos desse espírito conciliador que voluntários das missões humanitárias UNIVIDA vão até Dourados/MS, região que historicamente responde por casos de violência contra os indígenas.
A realidade é bruta: a violência instalada demonstra que se trata de uma política de genocídio, que tem vitimado os Guarani Kaiowá. A Reserva Indígena de Dourados é conhecida como “favelão”, devido à alta concentração populacional – pouca terra para muito índio. Vivem confinados.
As Missões UNIVIDA são uma das dimensões do trabalho desenvolvido pela Pastoral Universitária da Diocese de Jales e tem como objetivo principal ser presença da Igreja no ambiente universitário e contribuir na formação humanística desses futuros profissionais para que façam a diferença na construção de um mundo mais justo e fraterno.
O confronto com aquilo que há de mais verdadeiro em relação às condições dos indígenas da Reserva de Dourados, contemplar a dimensão daquela tragédia humana provoca reação, com trabalho, carinho e abnegação de nós mesmos. Nos faz aproximar em abraço, físico e empático, deste povo que sofre toda espécie de maus-tratos.
A partir do momento que se colocamos na situação do outro, que nos imaginamos dormindo em condições adversas e doamos agasalhos; que percebemos a fome e dividimos o alimento; que tentamos amenizar as dores físicas oferecendo tratamento e nos dispomos ao contato físico, tão benéfico à alma, estamos cumprindo com os objetivos da Missão UNIVIDA.
Nisto se traduz o processo de humanização que se busca. Esta aproximação de outra realidade que nos sensibilize e nos traga outro olhar, outro sentir e um novo viver. Que nos modifique. Que nos faça melhor. Esta doação, este despojamento, este desvestir de si mesmos pela causa daqueles mais necessitados, fará desses universitários, melhores profissionais. E este é o propósito com das missões! Que percebam um amor que alcance os mais humildes; tão fundamental para nossa comunhão com Deus!
Estão acontecendo os últimos preparativos para a sétima edição da Missão UNIVIDA 2017, que acontecerá de 08 a 15 de julho. Serão 218 voluntários de diversas áreas do conhecimento a vivenciar a experiência do atendimento aos indígenas.
A Missão UNIVIDA 2017 conta com doações de alimentos não perecíveis, produtos de higiene pessoal, brinquedos, roupas, agasalhos e cobertores e serão recebidas até dia 03/07, nas cidades da região, especialmente em Jales, Santa Fé do Sul, Urânia.
As Missões UNIVIDA são território solidário e de humanização, constituem em oportunidade para criar laços, estabelecer contatos, detectar problemas, procurar soluções. Constituem verdadeiras e oportunas ocasiões de encontro, de diálogo, de celebração, de proximidade fraterna entre os envolvidos – universitários e indígenas, de destruição de muros humanos (tão frequentes!) e da construção de uma igreja viva e missionária.

“Vós sabeis, queridos jovens universitários, que não se pode viver sem olhar para os desafios. […] Por favor, não olheis para a vida da varanda! Misturai-vos lá, onde estão os desafios…”
Papa Francisco

 

Pe. Eduardo Alves de Lima
Pároco da paróquia São Benedito – Urânia/SP

You might also like More from author

Leave A Reply

Your email address will not be published.