Diocese de Jales

Quase Paróquia São joão Batista - São João das Duas Pontes

Quase Paróquia São joão Batista – São João das Duas Pontes

Praça da Matriz, s/nº CEP: 15640-000 - São João das Duas Pontes


Pároco: Pe. Claudemir Ortunho

Telefone: 17 99633-5400

comunidadesjb@hotmail.com

Vigário Paroquial: Padre Alcino Barraqui


Matriz
Sábado: às 19h30min (primeiro do mês: Benção do Santíssimo).

Comunidade Santos Reis
2ª Terça-feira: Missa na Capela de Santos Reis, às 19h30min.

Comunidades Urbanas:

Comunidade Santos Reis.

Endereço: Rua Hermelinda G. Carta, nº26 – Centro – São João das Duas Pontes (Atrás da Escola Estadual “José Brandini”)

Comunidades Rurais:

Comunidade São Paulo.

Segunda à sexta: 8h-11h e 13h-17h

Sábado: 8h-12h

Atendimento do Padre: Quinta-feira, 14h-17h

Data de criação: 24 de junho de 1947

Nos idos de 1940, o lugar começava a receber os primeiros habitantes, vindos de diversos pontos do estado de São Paulo, de outros estados e alguns até de outros países.

Entre os que aqui chegaram primeiro, começava também uma polêmica: qual o melhor lugar para a instalação do povoado?

Havia os que desejavam que ele fosse aqui, onde hoje estamos e aqueles que o queriam no espigão, lugar plano considerado por eles mais adequado.

Após pequenos conflitos, como uma quermesse mal realizada, tentativa infrutífera para encontrar água e uma disputa entre famílias optou-se pelo terreno em declive, com água em abundância, nas terras doadas por José Correia de Souza, Sebastião e João Batista Alves.

Num dia de São João Batista, no ano de 1947, com uma missa celebrada pelo Padre José Jansen, de Fernandópolis, com as pessoas ocupando a pequena igrejinha, de pau a pique, recém construída, aliás, contam que a maioria dos fiéis ficou foi do lado de fora e também com uma quermesse animadíssima, nosso povoado de São João das Duas Pontes nascia. Um cruzeiro construído por Antônio Bonfim, o Baianinho, feito na praça de terra batida, foi implantado.

[…] A fé de nossa gente sempre foi muito forte e hoje devemos nos lembrar dos muitos que se doaram e gastaram suas energias no bom combate: tantas famílias cuidaram e cuidam de nossa igreja, tantas quermesses, tantos leilões, para cada vez mais edificar e embelezar nossa matriz.

Quantas equipes e pastorais envolvidas com a evangelização de nosso povo; nossos Padres; e foram tantos nestas décadas de história: Constantino, Donizete, Giuliano, Santo, Arnaldo, Marton, Wilson, Telmo, Claudemir, José Antonio e agora o mais “novo” da turma, Alcino. E ainda tivemos alguns Seminaristas: Luciano, Max, Sergio, Xavier, Uilian, todos, hoje, Padres. Estes Pastores foram capazes de construir e transformar o espaço da nossa quase-paróquia em lugar privilegiado da ação de Deus na história da Igreja em São João das Duas Pontes.

Quantas celebrações, batizados, primeiras eucaristias, crismas, casamentos, funerais, enfim… Vivenciamos nossa fé.

E assim nossa história foi sendo escrita…

[…] Nosso jubileu comemorado e celebrado sob a presidência de Padre Claudemir Ortunho, nosso querido pastor há sete anos. […]

[…] E aqui estamos na esperança de que dias melhores virão e de que, mesmo sendo um pequeno município, muito distante da capital, a vida aqui pulsa. Os moradores estão cada vez mais abertos às inovações, sem perder, porém, os laços com nosso passado, quando tudo começou.

[…]Que nossas pontes nos levem a um futuro promissor e ao mesmo tempo sejam um vínculo com o nosso passado.

E que nossa fé, nossa crença nos leve sempre a olharmos para os cruzeiros de nossa terra e pensarmos:

[…] “Salve nosso Padroeiro São João Batista.”

TEXTO ESCRITO PARA A COMEMORAÇÃO DO JUBILEU DE VINHO DA COMUNIDADE

24 de junho de 2017