Diocese de Jales

Paróquia Nossa Senhora Aparecida - Auriflama

Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Auriflama

Praça da Matriz, s/n - CEP: 15350-000 - Auriflama


Pároco: Pe. Donizéti Aparecido dos Santos

Telefone: (17) 3482-1048

pnsra@hotmail.com

Matriz
Domingo: 9h
Quarta: 19h30
Sábado: 20h
1ª Sexta: 19h30

Capela São José
1º Domingo: 7h30
3º Domingo: 7h30
5º Domingo: 7h30

Capela Santo Antônio
2º Domingo: 7h30
4º Domingo: 7h30

Comunidades Urbanas:

Santa Ana – Ana Carolina

Anjo da Guarda – Boa Vista

Santa Edwiges – Cachopa

Nossa Senhora de Fátima – Cidade Alta

São Miguel Arcanjo – Colinas Park

Nossa Senhora da Imaculada Conceição – Jardim Conceição

Nossa Senhora da Assunção – Portal das Paineiras

Comunidades Rurais:

São Pedro – Bairro da Barraca

São Francisco – Bairro São Francisco

Santa Maria Médici

Nossa Senhora Aparecida – Narcísio Rubia

 

Expediente:
Segunda à sexta: 08h às 17h
Sábado: 8h às 11h

Atendimento do Padre:
Quarta-Feira: das 13h30 às 17h
Sexta-Feira: das 13h30 às 17h
Sábado: das 08h às 11h

 

Só em 1952 foi criada a Paróquia de Aurfilama, precisamente no dia 1º de maio de 1952. É o seguinte ato que criou a Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida de Auriflama. Termo de Abertura – Nova Paróquia.

“Dom Lafayette Libânio, por mercê de Deus e da Santa Sé Apostólica, Bispo de Rio Preto, atendendo por parte dos fiéis e encontrado causas canônicas normas do Cânon 1427, parágrafo 2ºm e tendo cumprido todas as disposições do 1428, parágrafo 1º, um decreto que usando a jurisdição ordinária, desmembrou das Paróquias de Nossa Senhora das Dores de General Salgado e São Francisco de Pereira Barreto, os territórios e neles erigir canonicamente uma nova Paróquia, conforme o Cânon 454, parágrafo 3º, que se denominaria Nossa Senhora da Conceição Aparecida de Auriflama”.

Os territórios que formariam a nova Paróquia abrangeriam então as capelas de Santa Helena (Fazenda de Ângelo Favi) e Guzolândia que também pertenciam a General Salgado; e Bandeirantes que pertencia a Pereira Barreto.

Sob o sinal e selo do Bispado da Diocese de Rio Preto, no dia 1º de maio de 1952, foi subscrita a nova Paróquia de Nossa Senhora da Conceição Aparecida de Auriflama.

Em 08 de junho de 1952 toma posse o novo vigário da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição Aparecida de Auriflama, Padre Carlos Mazero.

VISITA DO BISPO DIOCESANO

Em agosto de 1958 o Bispo Diocesano de São José do Rio Preto visita a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição Aparecida de Auriflama.

NOVO PÁROCO PARA AURIFLAMA

Com a saída do Pe. Carlos Mazero, em 14 de outubro de 1958, chega à Paróquia o Pe. José Veloso Gomes que, entretanto, por motivos de saúde, não pôde ficar. Os paramentos da Igreja ficaram sob os cuidados do senhor Clemente Antunes Costa e da senhora Maria Evaristo Nery.

Vem substituí-lo o Pe. José de Paula Reino, da Congregação Redentoristas de Aparecida, para a Paróquia de Auriflama. Só em 1º de fevereiro de 1960 deu-se a provisão do Pe. José de Paula Reino como Pároco de Auriflama. Pe. José de Paula Reina traz de Aparecida-SP uma imagem (fac símile) de Nossa Senhora Aparecida para a Paróquia de Auriflama.

O GRANDE SONHO FRUSTRADO

A maior preocupação do então Pe. José de Paula Reina ao chegar aqui foi a Igreja, considerada muito pequena. Uma comissão fizera promoções e já dispunha de uma boa quantia para as obras da nova Igreja. Então em 1961 começavam os trabalhos para a construção da nova Igreja. Foram realizadas quermesses, leilões e muitas promoções que contavam sempre com a participação da comunidade. A nova Igreja iniciada media 63 metros de comprimento por 44 metros de largura. Infelizmente não pôde ser concluída. Fora superdimensionada. Um grande sonho frustrado.

UMA NOVA IGREJA É IDEALIZADA

Em março de 1965 chega à cidade o novo pároco designado, Padre Pedro Avignolo. Este logo faz uma reunião com a comunidade católica a fim de discutir uma solução para a grande Igreja paralisada. Chega-se à conclusão de que a continuidade das obras seria temerária, pois não havia um projeto técnico que orientasse essa construção. Decidiu-se que seria mais conveniente demoli-la e pedir para realizar um projeto mais realista para a nova matriz…

Em dezembro de 1972, o padre Pedro Avignolo é removido e chega para substituí-lo o padre Luiz Sesma. Este se empenhou para o término da nova Igreja matriz que já em 1975 era usada pela comunidade, embora não estive totalmente acabada.