Comunicados
Você está aqui: Página Inicial / Dicas Litúrgicas / Dicas litúrgicas para a Missa do Batismo do Senhor

Dicas litúrgicas para a Missa do Batismo do Senhor

evangelho_jo01_29_34A todos que acompanham as dicas litúrgicas, desejamos alegria, graça e paz.

Cumprindo o projeto do Pai, Jesus fez-se um de nós, partilhou a nossa fragilidade e humanidade, libertou-nos do egoísmo e do pecado, empenhou-se em promover-nos para que pudéssemos chegar à vida plena.

Evangelho de São Lucas 3, 15-16.21-22: O encontro entre Jesus e João Batista, nas margens do rio Jordão.

A liturgia deste Domingo tem como cenário de fundo o projeto salvador de Deus. No batismo de Jesus nas margens do Jordão, revela-se o Filho amado de Deus, que veio ao mundo enviado pelo Pai, com a missão de salvar e libertar os homens.

A primeira leitura anuncia um misterioso servo, escolhido por Deus e enviado aos homens para instaurar um mundo de justiça e de paz sem fim… Animado pelo Espírito de Deus, Ele concretizará essa missão com humildade e simplicidade, sem recorrer ao poder, à imposição, à prepotência, pois esses esquemas não são os de Deus.

A segunda leitura reafirma que Jesus é o Filho amado que o Pai enviou ao mundo para concretizar um projeto de salvação; por isso, Ele passou pelo mundo fazendo o bem e libertando todos os que eram oprimidos. É este o testemunho que os discípulos devem dar, para que a salvação que Deus oferece chegue a todos os povos da terra.

No Evangelho, aparece-nos a concretização da promessa profética veiculada pela primeira leitura: Jesus é o Filho/Servo enviado pelo Pai, sobre quem repousa o Espírito, e cuja missão é realizar a libertação dos homens.

Esta passagem do Evangelho relata o batismo de Jesus por João Batista, que anunciava a proximidade do “juízo de Deus”. A sua mensagem estava centrada na urgência da conversão e incluía um rito de purificação pela água.

Podemos perguntar: Que sentido faz Jesus apresentar-se a João para receber este batismo de purificação, de arrependimento e de perdão dos pecados? No episódio do batismo revela-se a missão específica e a verdadeira identidade de Jesus.

O aparecimento de Jesus em cena significa o começo de um novo tempo, o tempo em que o próprio Deus vem ao mundo, feito pessoa humana, para oferecer à humanidade escravizada a vida e a salvação.

Ao receber este batismo de penitência e de perdão dos pecados, do qual não precisava, porque ele não conheceu o pecado, Jesus solidarizou-se com o homem limitado e pecador, assumiu a sua condição, colocou-se ao lado dos homens para os ajudar a sair dessa situação e para percorrer com eles o caminho da libertação, o caminho da vida plena.

Esse era o projeto do Pai, que Jesus cumpriu integralmente. A cena do batismo de Jesus revela, essencialmente, que Jesus é o Filho de Deus, que o Pai envia ao mundo a fim de cumprir um projeto de libertação em favor dos homens.

Peçamos ao Senhor que nos ajude a viver nosso batismo seguindo o exemplo de Cristo, divulgando sua mensagem e continuando sua missão.

Algumas dicas para nossa liturgia

A cor litúrgica é a branca.

Preparar o espaço celebrativo, destacando além do Altar, a mesa da Palavra e a pia batismal com o Círio Pascal. Podemos destacar a pia usando flores, velas ou uma luz especial.

No momento do ato penitencial, algumas crianças podem entrar com jarras de água e despejar na pia batismal. Enquanto elas entram, a assembleia permanece em silêncio.

Neste momento pode ser realizado rito de bênção e aspersão da água, na pág. 1001 do missal Romano, acompanhado pelo canto 776.

Essa água, após a bênção, será aspergida na assembleia durante o ato penitencial. Alguns ministros podem colaborar na aspersão.

No momento do Creio, sugerimos que se faça a renovação das promessas do batismo renunciando ao mal e professando a fé que recebemos da Igreja.

Para este momento, se for possível, preparar um lucernário, onde cada fiel acende sua vela para renovar as promessas batismais.

Neste dia valorizar os membros da Pastoral do batismo da comunidade.

Sugestões de cantos para esta missa:
Entrada: 22
Ato penitencial: 101 ou 95 ou um canto próprio para aspersão
Glória: 131, ou 133
Salmo: o mesmo do lecionário
Aclamação: 321 ou 322
Ofertas: 351 ou 352
Santo: 399 ou 398
Comunhão: 530 ou 537
Envio: 586
Oremos: Concedei, ó Deus ao povo cristão conhecer a fé que professa e amar a liturgia que celebra. Por Cristo nosso Senhor. Abençoe-nos o Deus todo poderoso, Pai Filho e Espírito Santo. Amém!

Sobre: Marcio Peruchi

Cúria Diocesana de Jales.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

HTML tags are not allowed.