Dicas Litúrgicas Para o 6º Domingo do tempo Comum

0

Dia 12 de fevereiro de 2017

Ano A

Na liturgia deste final de semana celebramos o 6º domingo comum, e somos chamados a buscar a verdadeira justiça, agindo conforme a vontade amorosa de Deus.

 Jesus compromete seus discípulos e discípulas a preservar não apenas a vida física, mas também a integridade moral. Exige a superação da raiva como meio para conservar a fraternidade, sem necessidade de recorrer aos tribunais. Mostra que a reconciliação com o irmão é condição para celebrar o culto agradável a Deus

Evangelho: Mateus 5, 17-37

A liturgia de hoje garante-nos que Deus tem um projeto de salvação para que o homem possa chegar à vida plena e propõe-nos uma reflexão sobre a atitude que devemos assumir diante desse projeto.

A primeira leitura recorda que o homem é livre de escolher entre a proposta de Deus, que conduz à vida e à felicidade, e a auto-suficiência do próprio homem, que conduz, quase sempre, à morte e à desgraça.

Para ajudar o homem que escolhe a vida, Deus propõe mandamentos, que são os sinais com que Deus delimita o caminho que conduz à salvação.

Na segunda leitura, Paulo apresenta o projeto salvador de Deus, aquilo que ele chama sabedoria de Deus ou o mistério. É um projeto que Deus preparou, desde sempre, para aqueles que o amam.

Este projeto esteve oculto aos olhos dos homens, mas Jesus Cristo o revelou com suas palavras, seus gestos e, sobretudo, com a sua morte na cruz, pois aí, no dom total da vida, revelou-se aos homens a medida do amor de Deus e mostrou-se ao homem o caminho que leva à realização plena.

O Evangelho completa a reflexão, propondo a atitude de base com que o homem deve abordar esse caminho balizado pelos mandamentos: não se trata apenas de cumprir regras externas, no respeito estrito pela letra da lei.

Trata-se de assumir uma verdadeira atitude interior de adesão a Deus e às suas propostas, que tenha, depois, correspondência em todos os passos da vida.

Depois de propor felicidade no lugar de mandamento, Jesus expõe sua posição diante da lei tradicional, a Torá. Jesus convida os discípulos a ultrapassarem a justiça dos letrados e fariseus, como exigência para entrarem no reino.

Sobre o mandamento de não matar, os seguidores de Jesus não podem se contentar em apenas evitar o ato de homicídio, mas controlar o ódio e os insultos que levam a ele.

Sobre o adultério e o divórcio, os seguidores de Jesus devem ultrapassar a norma para entrarem no valor do bem que a lei propõe.

Sobre o juramento, a base da relação é a confiança e a sinceridade, tornando-se desnecessário o juramento.

Nesta celebração, numa atitude de discípulos, somos formados pelo Senhor que nos desafia a praticar a justiça e a obedecer aos mandamentos de um modo novo e total. Alimentados pelo pão da vida, possamos caminhar sempre em busca da verdadeira vida.

Algumas dicas para nossa liturgia:

A cor da liturgia é verde.

Neste dia, as leituras nos convidam à mudança de vida, à conversão. Ouvir o chamado do Senhor e segui-lo.

O ato penitencial pode ser feito rezado. Sugerimos: “Confesso a Deus todo poderoso…” Após a absolvição do presidente, canta-se o nº. 113.

Pode-se substituir o comentário da liturgia da Palavra por um refrão, para preparar a assembleia para a escuta da Palavra de Deus.

Após a proclamação do Evangelho, canta-se um refrão para aclamá-lo novamente.

Nos ritos finais, sejam dados brevemente os avisos.

Gostaríamos de pedir a s equipes de celebração que ao preparem a liturgia lembrar de que estamos vivenciando o Ano vocacional e o ano Mariano. Os temas devem aparecer de alguma maneira: seja por símbolos ou preces.

Sugestões de cantos para esta missa:

Entrada: 68 ou 75

Ato penitencial: 100 ou 106

Glória: 126 ou 128

Salmo: é o mesmo do lecionário

Aclamação: 321 ou 323

Ofertas: 391 ou 415

Santo: 444

Comunhão: 538 ou 552

Envio: 619 ou  616

Oremos: Concedei, ó Deus ao povo cristão conhecer a fé que professa e amar a liturgia que celebra. Por Cristo nosso Senhor. Abençoe-nos o Deus todo poderoso, Pai Filho e Espírito Santo. Amém!

You might also like More from author

Leave A Reply

Your email address will not be published.