Diocese de Jales

Notícias da Diocese › 21/08/2018

Aproximadamente 15 mil fiéis participaram da 34ª Romaria Diocesana de Jales

Sob forte sol milhares de fiéis celebraram a unidade da Diocese de Jales, na 34ª Romaria Diocesana de Jales, realizada no último domingo 19 de agosto, com o lema “Com Maria somos sal da terra e luz do mundo” em sintonia com o Ano Nacional do Laicato. A Romaria marcou a Solenidade de Nossa Senhora da Assunção, padroeira da diocese, e os 58 anos da instalação da diocese.

Como tradição desde de 1985, quando foi celebrado o seu jubileu de Prata, a romaria diocesana vem ganhando forma e se renovando a cada ano, abordando assuntos do cotidiano da Igreja e da Sociedade.

Santo Expedito padroeiro de Jales, cidade sede da diocese, acolheu os devotos das 45 cidades que pertencem a Igreja Particular de Jales, que depois guiados por Nossa Senhora da Assunção caminharam até a Catedral Diocesana.

Neste ano, dando continuidade a romaria do ano passado, destacando o papel dos Cristãos Leigos e Leigas, os fiéis além de levarem suas suplicas e compromissos a Deus, por meio de faixas reivindicaram, por trabalho digno, fim da corrupção, pela vida, pelas famílias, e por tantas outras causas que fazem parte da vida dos cristãos. 

A Santa Missa campal ao lado da Catedral, presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Reginaldo Andrietta, levou os fiéis a refletirem seu papel na igreja e na sociedade como cristão batizados. Sete leigos, representando todos os cristãos dos sete setores pastorais da diocese, na renovação das promessas batismais e na realização dos compromissos, demonstrou a força de todo o povo de Deus.

Se aproximando dos 60 anos de instalação da diocese, o bispo ao final da Celebração Eucarística anunciou o Jubileu de Diamante da Diocese, que será celebrado no ano de 2020, convidando a todas as comunidades para a grande preparação desta data que marca a caminhada da Igreja diocesana.

A Romaria Diocesana se tornou um valioso instrumento pastoral na implementação das orientações do Concílio Ecumênico Vaticano II. A partir daí e até agora a Igreja tem procurado se renovar à luz dos ensinamentos desse grande Concilio, abrindo-se para o mundo de hoje, comungando mais profundamente em Cristo, e conclamando todos os cristãos leigos e leigas a serem sal da terra e luz do mundo.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.