Diocese de Jales

Artigos › 25/07/2019

A DIOCESE CONTA OS SEUS ANOS

Foi no dia 15 de agosto de 1960 que se procedeu à instalação da nova Diocese de Jales, com a posse do seu primeiro bispo, Dom Artur Horthuis. Esteve presente o Núncio Apostólico no Brasil, Dom Armando Lombardi. Contou também com Dom Lafayete Libânio, bispo de Rio Preto, de cujo território se desmembrava a nova diocese de Jales.

Portanto, para clareza das datas: a Diocese de Jales foi criada no dia 12 de dezembro de 1959. E foi oficialmente instalada no dia 15 de agosto de 1960.  Ressaltando: a Diocese de Jales começou a existir a partir do dia 15 de agosto de 1960, com a posse do seu primeiro Bispo, e o início dos serviços da Cúria Diocesana.

Olhando as datas sob o prisma de 60 anos, temos o seguinte quadro:

No dia 12 de dezembro deste ano de 2019 se celebram os 60 anos de Criação da Diocese de Jales.

No dia 15 de agosto de 2020 se celebram os 60 anos da instalação da Diocese de Jales.

Portanto, é no ano que vem que a Diocese completa 60 anos de existência.

Mas para ressaltar a importância desta data, na romaria deste ano se dará início ao Ano Jubilar, em preparação do aniversário de 60 anos da Diocese.

Do ponto de vista pastoral, a ênfase é dada à preparação do Jubileu.

Coisa semelhante aconteceu no Jubileu de Prata da Diocese, em 1985. O lançamento da celebração do jubileu aconteceu com uma celebração especial no dia 12 de dezembro de 1984, no aniversário de criação da Diocese. E a celebração do Jubileu de Prata culminou com a primeira romaria diocesana, em agosto de 1985, quando a Diocese completou 25 anos de existência.

Assim, desde o início das romarias diocesanas, ficaram bem integradas as duas datas históricas da Diocese: o decreto de sua criação em 1959, e as cerimônias de sua instalação em 15 de agosto de 1960.

Além de manter viva a história da Diocese, as datas podem sinalizar valores importantes que podem ser destacados a partir das referências históricas que as datas sugerem.  Este “valor agregado” das datas, pode ser cultivado explicitamente

É o que fez a Diocese, apontando para coincidências históricas muito interessantes, que vinculam a Diocese com acontecimentos maiores de nossa época.

Olhando, por exemplo, a data de 12 de dezembro de 1959, ano da criação da diocese: é o ano em que foi anunciado o Concílio Vaticano II, no dia 25 de janeiro de 1959.

Olhando as duas datas, resulta uma coincidência histórica muito fecunda, entre a nossa Diocese e contexto de renovação eclesial, desencadeada pelo Concílio.

Acresce mais um motivo para a Diocese valorizar o contexto histórico em que ela nasceu: A Diocese de Jales foi criada pelo Papa João 23, o “papa do concílio”. Mais uma coincidência histórica que vincula a Diocese ao contexto mundial daquela época, fortemente marcada pela realização do Concílio Vaticano II.

Bastariam estas duas referências históricas para assinalar o vínculo da Diocese de Jales com o clima do Concilio.

Mas há outra muito interessante. O dia 12 de dezembro, data da criação da Diocese de Jales, é o dia de Nossa Senhora de Guadalupe, Padroeira da América Latina. Nada melhor do que isto para caracterizar, de vez, a identificação da Diocese de Jales com a caminhada da Igreja na América Latina, a que mais organicamente assumiu a renovação eclesial proposta pelo Concílio.

Cultivar estas coincidências históricas, não é só uma estratégia pastoral, mas um compromisso que deriva da urgência de salvaguardar os generosos objetivos de renovação eclesial, que o Concílio propôs para a Igreja em nosso tempo.

Somos uma diocese que tem um compromisso histórico com o Concílio Vaticano II.

Dom Demétrio Valentini
Bispo Emérito de Jales

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.